Lendas de Yansã Oyá

Lendas de Iansã Oyá

Iansã é Orixá de um rio, conhecido como Níger. Orixá dos ventos, raios e tempestades, também guerreira. Ágil e agitada como o próprio vento.

Extrovertida e sensual como poucas. Senhora absoluta dos eguns, além de esposa predileta de Xangô, divide com ele o domínio sobre as tempestades.

Destemida, justiceira e guerreira, não teme a nada.

Arquétipos:

Gosta de objetos de adornos, principalmente as bijuterias e o cobre.

Pessoa extrovertida, franca , amante da natureza, engraçada, revela ambição e temperamento forte. São guerreiras e comunicativas. Maníacos por viagens, honestos com modos seguros, deixando os outros em desvantagem. Em geral, são pessoas alegres, audaciosas, intrigantes, autoritárias, sensuais e volúveis. Quando negativas, tendem a ter depressão, inquietude e ciúmes em excesso.

Lendas

Antes de tornar esposa de Xangô, Iansã tinha vivido com Ogum. Encantada com a beleza de Xangô, Iansã decidiu abandonar Ogum e fugir com seu amante. Ogum enfurecido, resolveu enfrentar o seu rival. Mas este último foi a procura de Olodumaré , o deus supremo, para lhe confessar que havia ofendido a Ogum. Olodumaré , interveio junto ao amante traído e recomendou-lhe que perdoasse a ofensa, dizendo você é mais velho que Xangô, devem reservar a sua dignidade junto aos demais Orixás, portanto, não deve se aborrecer nem brigar, deve renunciar a Iansã sem rancores. Mas Ogum não aceitou o pedido de Olodumaré e passou a perseguir os fugitivos, chegando a trocar golpes com Iansã, que foi dividida em nove partes.

Ogum foi caçar na floresta, como fazia todos os dias. De repente, um búfalo veio em sua direção rápido como um relâmpago; notando algo de diferente no animal, Ogum tratou de segui-lo. O búfalo parou em cima de um formigueiro, baixou a cabeça e despiu sua pele, transformando-se numa linda mulher. Era Iansã, coberta por belos panos coloridos e braceletes de cobre. Iansã fez da pele uma trouxa, colocou os chifres dentro e escondeu-a no formigueiro, partindo em direção ao mercado, sem perceber que Ogum tinha visto tudo. Assim que ela se foi, Ogum se apoderou da trouxa, guardando-a em seu celeiro. Depois foi a cidade, e passou a seguir a mulher ate que criou coragem e começou a cortejá-la. Mas como toda mulher bonita, ela recusou a corte. Quando anoiteceu, ela voltou à floresta e, para sua surpresa, não encontrou a trouxa. Tornou à cidade e encontrou Ogum, que lhe disse estar com ele o que procurava. Em troca de seu segredo (pois ele sabia que ela não era uma mulher e sim animal), Iansã foi obrigada a se casar com ele; apesar disso, conseguiu estabelecer certas regras de conduta, dentre as quais proibí-lo de comentar o assunto com qualquer pessoa. Chegando em casa, Ogum explicou suas outras esposas que Iansã iria morar com ele e que em hipótese alguma deveriam insultá-la. Tudo corria bem; enquanto Ogum saía para trabalhar, Iansã passava o dia procurando sua trouxa. Desse casamento nasceram nove crianças, o que despertou ciúmes das outras esposas, que eram estéreis. Uma delas, para vingar-se, conseguiu embriagar Ogum e ele acabou relatando o mistério que envolvia Iansã. Depois que Ogum dormiu as mulheres foram insulta-las , dizendo que ela era um animal e revelando que sua trouxa estava escondida no celeiro. Iansã encontrou então sua pele e seus chifres. Assumiu a forma de búfalo e partiu para cima de todos, poupando apenas seus filhos. Decidiu voltar para a floresta, mas não permitiu que os filhos a acompanhassem, porque era um lugar perigoso. Deixou com eles seus chifres e orientou-os para, em caso de perigo bater as duas pontas; Com esse sinal ela iria socorrê-los imediatamente.

Outra lenda conta que Iansã vivia feliz com ogum, pois os dois tinham muitas coisas em comum, como o gosto pela guerra e o desejo de desbravar novos lugares. Gostavam da companhia um do outro, sentindo-se em harmonia. Com ele, que é conhecedor de todos os caminhos, Iansã aprendeu a andar pela Terra. Gostava muito de vê-lo trabalhar, em seu ofício de ferreiro, tentando aprender como ele confeccionava suas armas e ferramentas. Iansã pedia insistentemente que lhe fizesse uma arma para guerrear. Um dia, ogum a surpreendeu, oferecendo-lhe uma espada curva, que era ideal para seu uso. Isso a agradou muito, tanto que, mais tarde, todo seu exército estava usando esse mesmo tipo de arma. Mas ogum não a levava em suas batalhas, deixando-a sozinha e entediada. Sem falar no tempo que gastava em seus afazeres de ferreiro. Iansã adorava a liberdade, mas, ao mesmo tempo, não dispensava uma boa companhia. Começou a sentir-se rejeitada por ele. Foi nesse momento que Xangô, o grande rei, foi procurar ogum, pois precisava de armas para seu exército. Ele era muito atraente e cuidadoso com sua aparência. Era impossível não notar sua presença. Ogum, aceitando o pedido, começou a produzir armas para Xangô, que tinha muita urgência. Ficaria na aldeia o tempo necessário para o término do serviço. Xangô também notou a presença de Iansã, sentindo uma grande atração por ela. Com seu jeito de ser, aproximou-se dela para trocar conhecimentos a respeito de suas habilidades. Descobriram, nessas conversas, que possuíam muitas afinidades, inclusive que não gostavam de viver isolados, assim como ogum . Iansã estava muito interessada em Xangô e em tudo o que estava aprendendo com ele, mas não queria magoar ogum, a quem respeitava muito. Xangô propôs-lhe uma união eterna, sem monotonia, sem solidão, viajando sempre juntos por toda a Terra. Seria uma união perfeita. Quando ogum terminou seu trabalho, os dois já haviam partido. Ele ficou enfurecido com a traição de ambos, mesmo sabendo que sua companheira não podia ficar cativa para sempre. Partiu atrás deles para vingar sua desonra! Iansã estava vindo ao seu encontro, para explicar-lhe que não poderia mais ficar com ele, pois Xangô a completava, mas que iria respeitá-lo sempre como grande orixá da guerra. Ogum estava tão enfurecido, que não ouviu o que ela dizia, e foi com grande fúria que investiu contra ela, erguendo sua espada. Iansã, em defesa própria, também o atacou. Ela foi golpeada em nove partes do seu corpo, e ogum em sete, formando curas. Esses números ficaram muito ligados a esses orixás, assim como as curas, que foram introduzidas nos rituais africanos (candomblé).

Oferendas: pipocas, maçã, batata doce frita, batata doce assada, rosa vermelha, bandeja enfeita com papel vermelho e branco.

Local de entrega: cruzeiro, mata, cruzeiro de mata, cemitério.

Domínio: responde pelas alianças de qualquer tipo (casamento, acordos, contratos), pela casa de moradia, comércios, dona do giro, do movimento, do sexo.

Responde no cruzeiro com Bará e Ogum, pelas demandas, aberturas e movimento;

No mato com ogum e Xapanã , pelas demandas e descarregos e eguns .

No cemitério com Xapanã , pelo carrego, eguns e

Na pedreira com Xangô, pelo movimento, negócios, demandas, vitórias.

Na Praia com Oxalá, pelas novidades e descobertas.

Iansã é um dos Orixás mais venerados dentro do panteão africano, pois a invocamos muito, para abrir nossos caminhos, para nos tirar de intrigas, para nos dar emprego, para nos dar uma casa, para dar movimento a nossa vida, para dar movimento ao nosso comércio, para nos livras de forças negativas, para nos melhorar sexualmente, para nos tornar mais atraentes, para encontros, casamentos, etc...



LENDAS:

(1) Certa vez, Xangô foi visitar o irmão Ogum e conheceu sua mulher Iansã. Os dois se apaixonaram e Iansã largou Ogum, indo viver com Xangô. Tempos depois, com saudades, Iansã voltou para Ogum; emtão Xangô chamou seu exército e atacou o reino do irmão. Enquanto lutavam, Ogum mandou Iansã para o reino de Oxossi. Quando Xangô, vencedor, foi buscá-la, ela se casara com Oxossi.Atacou-o, e Oxossi mandou Iansã para o reino de Omolu. E a história se repetiu, até que Iansã foi mulher de todos os Orixás. Mas no final acabou voltando a viver com Xangô, e de sua união nasceram os gêmeos Ibeji.


(2) Iansã e Xangô sempre foram muito companheiros, mas Xangô, como rei, queria sempre ser o mais poderoso de todos. Iansã não se conformava com isso, pois ela é muito independente e não admite ser mandada por ninguém. Certa vez, disseram a Xangô que, num reino vizinho, havia um sacerdote que conhecia uma poção que, quando ingerida, dava o poder de lançar fogo pela boca. Como estava envolvido numa luta, Xangô mandou Iansã buscar a poção para ele. Ao voltar, ela começou a pensar que não era justo que só Xangô tivesse esse poder; então, tomou um pouquinho da poção, para que o marido não percebesse. Assim, ela ficou com o poder mágico mas, como tomou pouca poção, é dona apenas dos ventos e dos raios fracos.

(3) Depois que casou com Oxum, que era muito dengosa, Xangô passou a negligenciar Iansã, que ficou muito enciumada. Um dia, quando Oxum foi tomar banho no rio, Iansã resolveu se vingar e fez surgir uma cortina de fogo no caminho; mas Oxum fez o rio transbordar e o fogo se apagou. Iansã ficou ainda mais irritada e atacou Oxum com a espada. Como Oxum só levava um espelho, usou-o para fazer com que o reflexo do sol cegasse a rival. Só assim Iansã parou e as duas puderam conversar.

(4) Iansã viveu por muito tempo com Xangô e foi sua melhor companheira de aventuras. Apesar de sua inconstância, ela gostava muito dele. Por isso, quando Xangô morreu, ela ficou tão desesperada que não quis mais viver. Pediu aos Orixás que aceitassem sua ida para o mundo dos mortos em companhia do marido e então se matou. Por ter ido pela própria vontade, Iansã se tornou amiga dos Eguns. É por isso que Iansã é o único Orixá que tem coragem de participar do culto dos mortos, dominando-os com seu chicote.

(5) Osaguiã estava em guerra, mas a guerra não acabava nunca, tão poucas eram as armas para guerrear. Ògún fazia as armas, mas fazia lentamente. Osaguiã pediu a seu amigo Ògún urgência, Mas o ferreiro já fazia o possível. O ferro era muito demorado para se forjar e cada ferramenta nova tardava como o tempo. Tanto reclamou Osaguiã que Oyá, esposa do ferreiro, resolveu ajudar Ògún a apressar a fabricação. Oyá se pôs a soprar o fogo da forja de Ògún e seu sopro avivava intensamente o fogo e o fogo aumentado de calor derretia o ferro mais rapidamente. Logo Ògún pode fazer muitas armas e com as armas Osaguiã venceu a guerra. Osaguiã veio então agradecer Ògún. E na casa de Ògún enamorou-se de Oyá. Um dia fugiram Osaguiã e Oyá, deixando Ògún enfurecido e sua forja fria. Quando mais tarde Osaguiã voltou à guerra e quando precisou de armas muito urgentemente, Oyá teve que voltar a avivar a forja. E lá da casa de Osaguiã, onde vivia, Oyá soprava em direção à forja de Ògún. E seu sopro atravessava toda a terra que separava a cidade de Osaguiã da de Ògún. E seu sopro cruzava os ares e arrastava consigo pó, folhas e tudo o mais pelo caminho, até chegar às chamas com furor atiçava. E o povo se acostumou com o sopro de Oyá cruzando os ares e logo o chamou de vento. E quanto mais a guerra era terrível e mais urgia a fabricação das armas, mais forte soprava Oyá a forja de Ògún. Tão forte que às vezes destruía tudo no caminho, levando casas, arrancando árvores, arrasando cidades e aldeias. O povo reconhecia o sopro destrutivo de Oyá e o povo chamava a isso tempestade

(6) Certa vez, Xangô foi visitar o irmão Ogum e conheceu sua mulher Iansã. Os dois se apaixonaram e Iansã largou Ogum, indo viver com Xangô. Tempos depois, com saudades, Iansã voltou para Ogum; então Xangô chamou seu exército e atacou o reino do irmão. Enquanto lutavam, Ogum mandou Iansã para o reino de Oxóssi. Quando Xangô, vencedor, foi buscá-la, ela se casara com Oxóssi. Atacou-o, e Oxóssi mandou Iansã para o reino de Omulu. E a história se repetiu, até que Iansã foi mulher de todos os Orixás. Mas no final acabou voltando a viver com Xangô, e de sua união nasceram os gêmeos Ibeji.

(7) Iansã e Xangô sempre foram muito companheiros, mas Xangô, como rei, queria sempre ser o mais poderoso de todos. Iansã não se conformava com isso, pois ela é muito independente e não admite ser mandada por ninguém. Certa vez, disseram a Xangô que, num reino vizinho, havia um sacerdote que conhecia uma poção que, quando ingerida, dava o poder de lançar fogo pela boca. Como estava envolvido numa luta, Xangô mandou Iansã buscar a poção para ele. Ao voltar, ela começou a pensar que não era justo que só Xangô tivesse esse poder; então, tomou um pouquinho da poção, para que o marido não percebesse. Assim, ela ficou com o poder mágico mas, como tomou pouca poção, é dona apenas dos ventos e dos raios fracos..

(8) Quando orumilá estava criando o mundo, escolheu oxum para ser a protetora das crianças. Ela deveria zelar pelos pequeninos desde o momento da concepção, ainda no ventre materno, ate que pudessem usar o raciocínio e se expressar em algum idioma. Por isso, oxum é considerada a orixá da fertilidade e da maternidade. Por sua beleza, oxum também é tida como a deusa da vaidade, sendo vista como uma orixá jovem e bonita, mirando-se em seus espelhos ( abebê ) e abanando-se com seu leque (abelê). Segunda esposa de xangô, considerada a mais bela de todas, teria sido presa pelo marido ciumento na torre do castelo que habitavam. Passando por ali, exu ouviu o choro de oxum e quis saber qual a razão de sua tristeza. Após ouvir a história, pediu a orumilá que intercedesse por ela. Este assim o fez, espalhando sobre a bela oxum um pó mágico que a transformou em pombo, possibilitando a fuga. Por isso, nos cultos a oxum, a pombo é considerada um animal sagrado.

(9) Antes de tornar esposa de xangô, oyá tinha vivido com ogum. Encantada com a beleza de xangô, oyá decidiu abandonar ogum e fugir com seu amante. Ogum enfurecido, resolveu enfrentar o seu rival. Mas este último foi á procura de olodumaré, o deus supremo, para lhe confessar que havia ofendido a ogum. Olodumaré, interveio junto ao amante traído e recomendou-lhe que perdoasse a ofensa, dizendo você é mais velho que xangô, devem reservar a sua dignidade junto aos demais orixás, portanto, não deve se aborrecer nem brigar, deve renunciar a oyá sem rancores. Mas ogum não aceitou o pedido de olodumaré e passou a perseguir os fugitivos, chegando a trocar golpes com oyá, que foi dividida em nove partes. Ogum foi caçar na floresta, como fazia todos os dias. De repente, um búfalo veio em sua direção rápido como um relâmpago; notando algo de diferente no animal, ogum tratou de segui-lo. O búfalo parou em cima de um formigueiro, baixou a cabeça e despiu sua pele, transformando-se numa linda mulher. Era yansã, coberta por belos panos coloridos e braceletes de cobre. Yansã fez da pele uma trouxa, colocou os chifres dentro e escondeu-a no formigueiro, partindo em direção ao mercado, sem perceber que ogum tinha visto tudo. Assim que ela se foi, ogum se apoderou da trouxa, guardando-a em seu celeiro. Depois foi a cidade, e passou a seguir a mulher ate que criou coragem e começou a cortejá-la. Mas como toda mulher bonita, ela recusou a corte. Quando anoiteceu ela voltou à floresta e, para sua surpresa, não encontrou a trouxa. Tornou à cidade e encontrou ogum, que lhe disse estar com ele o que procurava. Em troca de seu segredo ( pois ele sabia que ela não era uma mulher e sim animal ), yansã foi obrigada a se casar com ele; apesar disso, conseguiu estabelecer certas regras de conduta, dentre as quais proibi-lo de comentar o assunto com qualquer pessoa.Chegando em casa, ogum explicou suas outras esposas que yansã iria morar com ele e que em hipótese alguma deveriam insultá-la. Tudo corria bem; enquanto ogum saía para trabalhar, yansã passava o dia procurando sua trouxa. Desse casamento nasceram nove crianças, o que despertou ciúmes das outras esposas, que eram estéreis. Uma delas, para vingar-se, conseguiu embriagar ogum e ele acabou relatando o mistério que envolvia yansã. Depois que ogum dormiu as mulheres foram insulta-las, dizendo que ela era um animal e revelando que sua trouxa estava escondida no celeiro. Yansã encontrou então sua pele e seus chifres. Assumiu a forma de búfalo e partiu para cima de todos, poupando apenas seus filhos. Decidiu voltar para a floresta, mas não permitiu que os filhos a acompanhassem, porque era um lugar perigoso. Deixou com eles seus chifres e orientou-os para, em caso de perigo bater as duas pontas; com esse sinal ela iria socorrê-los imediatamente. E por esse motivo que os chifres estão presentes nos assentamentos de yansã/oya.

(10) Depois que casou com Oxum, que era muito dengosa, Xangô passou a negligenciar Iansã, que ficou muito enciumada. Um dia, quando Oxum foi tomar banho no rio, Iansã resolveu se vingar e fez surgir uma cortina de fogo no caminho; mas Oxum fez o rio transbordar e o fogo se apagou. Iansã ficou ainda mais irritada e atacou Oxum com a espada. Como Oxum só levava um espelho, usou-o para fazer com que o reflexo do sol cegasse a rival. Só assim Iansã parou e as duas puderam conversar.

(11) Iansã viveu por muito tempo com Xangô e foi sua melhor companheira de aventuras. Apesar de sua inconstância, ela gostava muito dele. Por isso, quando Xangô morreu, ela ficou tão desesperada que não quis mais viver. Pediu aos Orixás que aceitassem sua ida para o mundo dos mortos em companhia do marido e então se matou. Por ter ido pela própria vontade, Iansã se tornou amiga dos Eguns. É por isso que Iansã é o único Orixá que tem coragem de participar do culto dos mortos, dominando-os com seu chicote

 

Características dos Filhos de Orixás

centropaijoaodeangola.com/caracteristicas-dos-filhos.php

Características dos filhos de Ossain DIA: Quinta-feira. CORES: Verde e Branco. SÍMBOLOS: Haste ladeada por sete lanças com um pássaro no topo (árvore ... Características dos filhos de Yansã. centropaijoaodeangola.com/características- dos-filhos-de-yansã.php. Características dos filhos de Yansã Os filhos de Iansã são ...

Oferendas de xangô

centropaijoaodeangola.com/oferendas-de-xangô.php

A oferenda vem ser um processo de alteração de vibração com a finalidade de ... Amalá ou Caruru é comida ritual votiva do Orixá Xangô, Iansã, Obá e Ibêji. Oferenda de Yansã. centropaijoaodeangola.com/oferendas-a-yansã.php. Todos os orixás recebem o acaçá como oferenda, é indispensávem e acompanha várias .

Preces a xangô

umbandapaijoaodeangola.com.br/prece-a-xangô.php

... orações a Oxossi · Prece a xangô · Orações a santa Barbara · Orações a Yansã · Oração da Pomba-gira · Oração de São jorge · Oração a Oxum · Oração para cura de traumas emocionais e decepções · Oração para começar o dia · ORAÇÃO FORTE E PODEROSA CONTRA INIMIGOS E INVEJA · Pai Nosso Umbandista ...

Comidas de Santo

centropaijoaodeangola.com/comida-de-santo.php

Passar canela com açúcar refinado sobre a superfície do bolo ainda quente. Desenformar depois de frio. *** Sirva o bolo com café forte e sem açúcar para os pretos-velhos ***. Oferendas Diversas. Comida de Xangô · Oferenda de Exu · Oferenda de Caboclo Boiadeiro · Ebó para yansã · Oferenda de Boiadeiros.

Oferenda de xangô

umbandapaijoaodeangola.com.br/oferenda-de-xangô.php

E é esse o “espírito da coisa”: não se oferenda Xangô para pedir a nossa justiça, ... Oração às Mulheres Por Zé Pilintra · Nomes de Marinheiros na Umbanda . Oferenda de Yansã. centropaijoaodeangola.com/oferendas-a-yansã.php. Todos os orixás recebem o acaçá como oferenda, é indispensávem e acompanha várias .

Pai João de Angola

centropaijoaodeangola.com/história-de-iansã.php

Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda. Simpatias diversas. centropaijoaodeangola.com/simpatias-diversas.php. Pontos Riscados de Exu ... Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira" ... Oferendas a Yansã · Exu do lodo · EXU ...

Defumações

centropaijoaodeangola.com/defumações.php

Yansã · oracões · Xangô · Yemanjá · Oxossi · Oxalá · Oxumarê · Preto-velhos · Caboclos · Boaideiros na Umbanda · Baianos na Umbanda · Marinheiros · Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda · Pontos Cantados diversos.

Fundamentos

centropaijoaodeangola.com/fundamentos.php

Oferendas · Oração de Caboclos · Quedas e Fracassos de um médium. Preto- velho. Pontos Mp3 Guias · Mensagem de Preto-velho · Livro de Visitas · Homenagem a Ogum · Histórias de Oxumarê. Histórias de Ewá. Histórias de Oxossi · Histórias de Exú · Lendas de Yansã · Lendas de Exu. Orixá Tempo. Lendas de Xangô.

Pontos e Videos de defumação

centropaijoaodeangola.com/pontos-e-videos-de-defumação.php

centropaijoaodeangola.com/altar-virtual-de-yansã.php ... Ogum em video · Caboclo boiadeiro · Ser Médium · Pontos e videos de defumação · Caboclos na Umbanda · Como acontece a Gira · reflexão em Videos ... Giras de Umbanda. centropaijoaodeangola.com/giras-de-umbanda.php. PONTOS DAS ENTIDADES, riscado ...

Comida de Xangô

umbandapaijoaodeangola.com.br/comida-de-xangô.php

centropaijoaodeangola.com/oferendas-a-yansã.php. Ajebo ou ajébo é comida ritual do Orixá Xangô Aira, é feito com seis quiabos cortado em “lasca”, batido com quatro clara de ovos e pode ser regado com gotas ... Oferenda de Oxum. umbandapaijoaodeangola.com.br/oferendas-de-oxum.php. Comida: canjica amarela ...

 

Oferendas umbanda

centropaijoaodeangola.com/oferendas-umbanda.php

Clique no link abaixo das Imagens para abrir a página da ofrnda desejada. Oferenda de Ogum. oferenda de oxum. Oferenda de OXOSSI. Oferenda de NANÃ de Buruque. Oferenda de Yansã. Oferenda de Yemanjá. Oferenda de Xangô. oferenda de omulu. Oferenda de Exu. Oferendas Básicas na Umbanda. Oferenda para ...

Ogum Beira Mar

centropaijoaodeangola.com/ogum-beira-mar.php

Yansã · oracões · Xangô · Yemanjá · Oxossi · Oxalá · Oxumarê · Preto-velhos · Caboclos · Boaideiros na Umbanda · Baianos na Umbanda · Marinheiros · Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda · Pontos Cantados diversos.

MIRONGA DE PRETO VELHO!

umbandapaijoaodeangola.com.br/mironga-de-preto-velho.php

Yansã Passa a Dominar o Fogo Xangô enviou-a em missão na terra dos baribas, a fim de buscar um preparado que, uma vez ingerido, lhe permitiria lançar fogo e chamas pela boca e pelo nariz. Oiá, desobedecendo às instruções do esposo, experimentou esse preparado, tornando-se também capaz de cuspir fogo, para ...

Centro Pai João de Angola

centropaijoaodeangola.com/livro-de-visitas-2.php

Oferendas · Oração de Caboclos · Quedas e Fracassos de um médium. Preto- velho. Pontos Mp3 Guias · Mensagem de Preto-velho · Livro de Visitas · Homenagem a Ogum · Histórias de Oxumarê. Histórias de Ewá. Histórias de Oxossi · Histórias de Exú · Lendas de Yansã · Lendas de Exu. Orixá Tempo. Lendas de Xangô.

O pequeno universo do umbandista

umbandapaijoaodeangola.com.br/o-pequeno-universo-do-umbandista.php

centropaijoaodeangola.com/yansã.php. Nas cerimônias da Umbanda e do Candomblé, Iansã, ela surge quando ..... umbandapaijoaodeangola.com.br/o- pequeno-universo-do-umbandista.php. Oferenda de Oxum. umbandapaijoaodeangola.com.br/oferendas-de-oxum.php. E todo o universo vibrou com os sons do festejo ...

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

umbandapaijoaodeangola.com.br/jogaram-uma-carga-pesada-pra-cima-de- mim.php

Amém. Laroyê Exú! Oração a Oxossi. Oxum, Mãe amada, daí-me fertilidade e harmonia brinda-me com teus encantos para que meu coração não se endureça com os horrores do caminho. Yansã, Senhora das Almas, me protege das trevas do inferno de minha ignorância, impede-me com teu vento de parar de caminhar.

Conflitos

umbandapaijoaodeangola.com.br/conflitos.php

centropaijoaodeangola.com/características-dos-filhos-de-yansã.php. Como acontece a gira · Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo · Conduta Moral · Conduta no terreiro de umbanda · Conflitos · Conflitos Familiares. Oração de Boiadeiro. umbandapaijoaodeangola.com.br/oração-a-boiadeiro.php. Afaste os ...

Oxum

centropaijoaodeangola.com/oxum.php

Yansã · oracões · Xangô · Yemanjá · Oxossi · Oxalá · Oxumarê · Preto-velhos · Caboclos · Boaideiros na Umbanda · Baianos na Umbanda · Marinheiros · Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda · Pontos Cantados diversos.

Cosme e Damião

centropaijoaodeangola.com/cosme-e-damião.php

Yansã · oracões · Xangô · Yemanjá · Oxossi · Oxalá · Oxumarê · Preto-velhos · Caboclos · Boaideiros na Umbanda · Baianos na Umbanda · Marinheiros · Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda · Pontos Cantados diversos.

A tristeza dos Orixás

umbandapaijoaodeangola.com.br/a-tristeza-dos-orixás.php

Ao contrário do que se parece, o caboclo cobra coral tinha uma cobra, mas esta cobra era uma jibóia. que após a morte dela foi trocada por uma sucuri (que coisa, não). O nome? O nome ele, ganhou devido a pintura de seu rosto nas batalhas de sua tribo com as tribos do norte do pará. quem tem, Xangô, Oxóssi, Yansa, ...

NÃO ENCONTRO O QUE PROCURA USE BUSCADOR

Digite na caixa de pesquisa abaixo o que deseja encontrar no Site

Agradecemos sua visita Volte sempre....

 

 

 

Traduzir Esta Página


Av.na Sofhia Rasgulaeff  177.

Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná

Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463 

Consultas Somente com Hora Marcada.

Atendimento: de Segunda a sexta-feira

Das 09:00 as 19:00.

Não damos consultas via whatsapp 


"Que Ogum te Abençoe hoje e sempre".


Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Videos de preto-velhos

Descubra o seu Orixá

Livro de Visitas

Livro de Visitas 2

10 erros cometidos por médiuns

A tristeza dos Orixás

Altar na umbanda

Amor palavra de ordem na gira

As falanges de trabalhos na umbanda

Assistência

Atitudes interiores

Bandeira branca de Oxalá

Cantos e palmas num terreiro

Como acontece a gira

Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo

Conduta Moral

Conduta no terreiro de umbanda

Conflitos

Conflitos Familiares

Cores e a umbanda

Cumprimentos e posturas

De olho Fechados

Deus não te Fez para sofrer

Deus salve a Umbanda

O dia de Finados na Umbanda

ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA

Entendendo a inveja

ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Expressões usadas na Umbanda

Exu não é fofoqueiro

Exu não é o diabo

Falta de doutrina e comprometimento

Faz caridade fio

Faz o bem sem ver a quem

Fumos e Bebidas

Fundamentação doutrinátoria

Guias e Colares

Hierarquia na Casa de Umbanda.

Humildade

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira"

Mediunidade na Umbanda

Mediunidade, um passo de cada vez

Mensagem de Caboclo 7 Flexas

MIRONGA DE PRETO VELHO

NÃO ABANDONES O TEU POSTO DE SERVIÇO

Normas dos terreiros

Nossos Umbigos

O maior inimigo da Umbanda

O pequeno universo do umbandista

O Perdão Não tem Contra-indicação

O templo que vos acolhe

OBRIGAÇÕES NA UMBANDA

Obrigado, vovô

Oração do umbandista

Orixá de Cabeça

Os Caboclos na Lição de Pai João

Os médiuns são Parceiros

Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós!

Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orientada

Página inicial textos de Umbanda

Clique aqui.


Deste Site

Pai João de Angola
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • Orações
  • Oxum
  • As pombas giras
  • Maria Padilha
  • Comida de Santo
  • Cosme e Damião
  • Giras de Umbanda
  • Homenagem a Zé Pilintra
  • Xangô senhor da Justiça
  • Yemanjá
  • banho de descarrego
  • Simpatias Diversas
  • Guias Contas e colares
  • Defumações
  • Batismo na Umbanda
  • Conselhos de Preto velhos
  • Escrava Anastácia
  • Marinheros na Umbanda
  • Pai Benedito
  • Homenagem a Tranca Rua
  • Baiano zé do Coco
  • Obá
  • Descarrego de Polvora
  • Ciganos na Umbanda
  • Sara Kali
  • Oxossi
  • Oxumarê
  • Preto-velho na Umbanda
  • Cabocla Jurema
  • Omulu-Obaluaie
  • Altar Virtual
  • Mãe Maria Conga
  • Boiadeiros na Umbanda
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de exu
  • Altar Virtual dos Orixás
  • batizando-na-umbanda
  • Ossãim
  • O que è Caridade
  • Ogum em video
  • Caboclo boiadeiro
  • Ser Médium
  • Pontos e videos de defumação
  • Caboclos na Umbanda
  • Como acontece a Gira
  • reflexão em Videos
  • Conduta moral
  • Anjo da Quarda
  • Curiosidades
  • Intolerância Religiosa
  • Mediunidade
  • Corrente mediunica
  • Orações 2
  • tronqueira
  • Mensagens em slaides
  • Casamento na Umbanda
  • pontos cantados 2
  • Oxalá
  • Sincretismo religioso
  • Caracteristicas dos filhos
  • Altar dos Preto-velhos
  • Exu
  • Umbanda
  • Quimbanda
  • Orações das almas
  • hierarquia na umbanda
  • Livre se da Depressão
  • Reflexões
  • 7 chaves da Felicidade
  • Mensagens Espiritas
  • Tia maria de Minas
  • Minutos de sabedoria
  • Exus e pombas Giras
  • Mensagens de Otimismo e Fé
  • Convite aos Umbandistas
  • 13 de Maio
  • Combatendo o alcoolismo
  • Recomeçar de Novo
  • Superando as Percas
  • Perdoar a si mesmo
  • Decepções
  • Conceito Básico
  • Zumbi dos Palmares
  • Maria Bueno
  • Mini Série Oxum
  • Reconciliação
  • indiferença
  • desencarnar
  • Pontos Mp3 Orixás
  • O Médico dos médicos
  • Livro de Visitas
  • Corrente de Orações
  • Mensagem de Tranca-Rua
  • Conflitos Familiares
  • Amor e Ódio
  • Exu tiriri
  • Um abraço fraterno
  • Prece Aos Caboclos
  • O que Falta na umbanda
  • Mensagem de Vovó Maria Conga
  • Lições de sabedoria
  • Ajudar faz Bem
  • A umbanda que eu amo
  • Preto-velho x Exu
  • Frustrações
  • Batendo cabeça
  • Aprenda a Dizer Não
  • Insatisfação com a Vida
  • Oferenda de Marinheiro
  • Conselhos aos casais
  • Vovó Benta
  • Pai Cipliano
  • O Uso das velas
  • O luxo na Umbanda
  • Salmos Recomendados
  • Yansã
  • Pontos Riscados
  • Como combater a Inveja
  • Nanã de Buroque
  • Pai Guiné
  • Pai Tomé
  • Pai Antônio
  • Prece aos Orixás
  • Altar de Nossa senhora
  • Altar Virtual de Ogum
  • Altar Virtual de Oxum
  • Livro de Visitas 2
  • Ao mestre com carinho
  • Sabedoria de preto-velho
  • Fofocas no terreiro
  • Histórias de Preto velho
  • Aos médiuns da corrente
  • Orixá logum edê
  • História de Vó Cambinda
  • Pai Serafim de Aruanda
  • Pontos Cantados
  • Página inicial
  • descubra seu orixá
  • Assuntos Diversos
  • Oferendas de Exu
  • Oferendas para os Orixás
  • Pomba Gira Cigana
  • Oferendas a Yansã
  • Exu do lodo
  • EXU TATÁ CAVEIRA
  • Povo da Rua
  • Exu serpente
  • Exu Mangueira
  • Oração a Exu chama dinheiro
  • Exu Veludo
  • Oferenda para os preto-velhos
  • Oferenda de Boiadeiros
  • Oferenda ao Caboclo boiadeiro
  • Oferendas Básicas Umbandistas
  • banhos de abertura de caminho
  • Benzimentos
  • Caixa de Pesquisa do site
  • DICIONARIO DE UMBANDA
  • pai-Jeronimo
  • Religiões linhas sagradas
  • oferenda-de-ogum
  • Oferenda de Iemanjá
  • Ogum beira mar
  • Vovo Antonieta da Bahia
  • BARÁ
  • As águas de oxalá
  • Banhos Ciganos
  • Em sintonia com Deus
  • Lendas de Omulu
  • Lendas de Omulu
  • Caboclo pedra Roxa
  • Mensagem de Caboclos
  • Seu Zé Pilintra
  • Oferendas umbanda
  • Padê de Exu
  • Oração a Marinheiros na umbanda
  • Tudo sobre os filhos de Oxossi
  • Encruzilhadas de Ruas
  • Banhos de ervas
  • Lendas de Oxum
  • Prece a Zé Pilantra
  • Oração a santa Sara Kalli
  • Banho de defesa espiritual
  • Nossa Senhora da Conceição
  • Médium e guia
  • Características dos filhos de Ogum
  • Características dos Filhos de Oxum
  • Características dos filhos de Oxalá
  • Características dos filhos de Yansã
  • Características dos filhos de Omulu
  • Ervas e Orixás
  • Características dos filhos de Obá
  • Características dos filhos de Iemanjá
  • Características dos filhos de Oxumaré
  • Características dos filhos de Ossain
  • Características dos Filhos de Ibejis
  • Características dos filhos de Yansã

    centropaijoaodeangola.com/características-dos-filhos-de-yansã.php

    Características dos filhos de Yansã Os filhos de Iansã são pessoas que chamam a atenção por sua postura física alongada e imponente. Alegres, fortes e muito carismáticos, atraem as pessoas como abelhas ao mel. Para eles, não ser o centro das atenções é o fim. Sentem grande necessidade de serem paparicados,  ...

    Oferenda de Yansã

    centropaijoaodeangola.com/oferendas-a-yansã.php

    Comidas rituais são as comidas específicas de cada Orixá, que para serem preparadas são submetidas a um verdadeiro ritual. Esses alimentos depois de prontos são oferecidos aos Orixás acompanhados de rezas e cantigas, durante a festa ou no final, em grande parte são distribuídas para todos os presentes, são ...

    Yansã

    umbandapaijoaodeangola.com.br/yansã.php

    Iansã é um Orixá feminino muito famoso no Brasil, sendo figura das mais populares entre os mitos da Umbanda e do Candomblé em nossa terra e também na África, onde é predominantemente cultuada sob o nome de Oiá. É um dos Orixás do Candomblé que mais penetrou no sincretismo da Umbanda, talvez por ser o ...

    Yansã

    centropaijoaodeangola.com/yansã.php

    Salve minha Mãe Yansã. Eparrei Oyá Eparrei. Oyá é a mulher que sai em busca do sustento; ela quer um homem para amá-la e não para sustentá-la. Desperta pronta para a guerra, para a sua lida do dia-a-dia, não tem medo do batente: luta e vence.LENDAS DE IANSÃ. O Casamento de Iansã e Ogun. Ogum foi um dia ...

    ebó para yansã

    umbandapaijoaodeangola.com.br/ebó-para-yansã.php

    Ebós de Yansã. Ebó para Iansã trazer alegria e energia para sua vida. Oyá é a Orixá mais dinâmica e vibrante entre as Iabás. Para conectar-se com essa profusão de alegria, faça os ebós sugeridos. Repita o processo do ebó, que envolve banhos e oferendas por pelo menos 3 vezes. Existem situações crônicas que não ...

    Pontos Cantados de Yansã Videos

    umbandapaijoaodeangola.com.br/pontos-cantados-de-yansã-videos.php

    IANSÃ O PERFIL DO ORIXÁ Iansã é um Orixá feminino muito famoso no Brasil, sendo figura das mais populares entre os mitos da Umbanda e do Candomblé em nossa terra e também na África, onde é predominantemente cultuada sob o nome de Oyá. É um dos Orixás do Candomblé que mais penetrou no sincretismo da ...

    Lendas de Iansã com Ogum

    umbandapaijoaodeangola.com.br/lendas-de-iansã-com-ogum.php

    centropaijoaodeangola.com/lendas-de-oxum.php. Lendas de Iansã com Ogum O ENCONTRO E O CASAMENTO COM OGUM Ogum foi ... Segundo a lenda, Oyá vivia feliz com Ogun, pois os dois tinham muitas ... Yansã. centropaijoaodeangola.com/yansã.php. Desperta pronta para a guerra, para a sua lida do dia-a-dia, ...

    Quem é Iansã?

    centropaijoaodeangola.com/quem-é-iansã.php

    ESTA MENINA ERA YANSÃ LENDA 02. Oiá desejava ter filhos, mas não podia conceber. Oiá foi consultar um babalaô e ele mandou que ela fizesse um ebó. Ela deveria oferecer um carneiro, um agutã, muitos búzios e muitas roupas coloridas. Oiá fez o sacrifício e teve nove filhos. Quando ela passava, indo em direção ...

    Banhos de Iansã

    umbandapaijoaodeangola.com.br/banhos-de-iansã.php

    Altéia – Malvarisco: Muito empregada nos banhos de descarrego e na purificação das pedras dos orixás Nanã, Oxum, Oxumarê, Yansã Yemanjá. Muito prestigiada nos bochechos e gargarejos, nas inflamações da boca e garganta. Angico-da-folha-miúda – Cambuí: Só possui aplicação na medicina caseira a casca ou os ...

    Banho de descarrego

    centropaijoaodeangola.com/banho-de-descarrego.php

    Yansã · oracões · Xangô · Yemanjá · Oxossi · Oxalá · Oxumarê · Preto-velhos · Caboclos · Boaideiros na Umbanda · Baianos na Umbanda · Marinheiros · Pomba Gira · Maria Padilha · Oração de exu · Banhos de descarregos · Pontos Riscados de Exu · História de Rei Congo · Maria Redonda · Pontos Cantados diversos.

    Oferenda Básica Umbandista

    centropaijoaodeangola.com/oferendas-básicas-umbandistas.php

    ... Oferendas de Exu · Oferendas para os Orixás · Pomba Gira Cigana · Oferendas a Yansã. Oferenda Básica Umbandista. centropaijoaodeangola.com/ oferendas-básicas-umbandistas.php. Oferendas básicas Umbandistas Oferenda ao Orixá Oxalá • Toalha ou pano de cor branca; • velas brancas; • frutas brancas (melão, ...

    Um abraço Fraterno

    centropaijoaodeangola.com/um-abraço-fraterno.php

    Da fámilia Material e espiritual do Centro Pai João de Angola. Tópico Relacionado a Umbanda. História Orixá Yansa Deusa da espada de fogo, Dona das paixões, Iansã é a Rainha dos raios, dos ciclones, furacões, tufões, vendavais. Orixá do fogo, guerreira e poderosa. Mãe dos eguns, guia dos espíritos desencarnados, ...

    Xangô senhor da justiça

    centropaijoaodeangola.com/xangô-senhor-da-justiça.php

    ... Nossa Senhora da Conceição · Médium e guia · Características dos filhos de Ogum · Características dos Filhos de Oxum · Características dos filhos de Oxalá · Características dos filhos de Yansã · Características dos filhos de Omulu · Ervas e Orixás · Características dos filhos de Obá · Características dos filhos de Iemanjá ...

    Xangô

    centropaijoaodeangola.com/orixá-xango.php

    Salve meu Pai Xangô Kaô Kabecilê Xangô Divindade do culto afro-brasileiro, um dos orixás mais destacados do candomblé. Xangô Xangô traz nas mãos o Oxé, machado de dois lados representando o peso igual nos julgamentos. Traz também o xerém, espécie de chocalho usado para dispertar a ira dos raios e das  ...