As Pombas-Giras

Salve as Pombas-giras

Pomba Gira são as entidades mais polêmicas que conheci em todos os meus anos

de estudo e trabalho.

Existe muita controvérsia , as pombas-gira são mal interpretadas, muito mal-faladas.

Em virtude do comercio de imagens, fabricarem imagens de pomba-gira seminuas, de cor avermelhada,com chifres, tridentes, facas.

Criou-se uma idéia fixa que elas só praticam o mal, Quando na realidade a mal esta na cabeça e no coração das pessoas, pense um pouco qual é a lógica de baixar num terreiro um preto-velho, um caboclo, as crianças, pra fazer a caridade, e no mesmo terreiro baixar Exu e Pomba-gira pra praticar o mal.

Existe uma falha por parte dos umbandistas que muitas vezes não explicam que

Exus e pombas-gira são cobradores do Karma, ou seja estão ligados ao conceito

de ¡§Quem deve paga, e quem merece recebe¡¨.

Devemos pensar muito sobre o que fazemos ou pedimos a essas entidades, lembrarmos que o ¡§bem é repartido e o mal é divido¡¨.

Estes espíritos femininos, são capazes tanto de um grande mal ,

(desviar comportamentos sexuais, causar tentações, separar casais, concretizar cruéis vinganças, separar famílias, etc),

como de um grande bem ( unir casais, salvar casamentos, devolver harmonia ao lar, etc).

Dentro de sua especialidade, os casos amorosos, a pomba-gira realiza diferentes trabalhos; além do encantamento da pessoa cobiçada, ela também pode afastar uma esposa, rival ou inimigo de qualquer natureza.

Uma coisa é muito certa, todo e qualquer problema que colocamos nas mãos de qualquer uma delas tem solução

As oferendas são inúmeras, sempre acompanhadas de champagne de boa qualidade, bons vinhos, bebidas fortes como o gim, Bourbon e, em isolados casos, a pinga. A elas são oferecidos cigarrilhas e cigarros de boa qualidade, rosas vermelhas, sempre em numero ímpar, mel, licor de anis (uma de suas bebidas preferidas), espelhos, enfeites, jóias, bijuterias de boa qualidade, anéis, batons, perfumes, enfim, todo o aparato que toda mulher gosta e preza.

Pomba-Gira Dama da Noite

Carmem vagava pelas ruas sem saber para onde ir. Perdera os pais, quando tinha cinco anos, e fora morar com seus tios. Tratada como escrava por anos, nunca soube o sentido da palavra felicidade. Analfabeta, somente conhecia os segredos da cozinha e da limpeza que era obrigada a fazer diariamente. O assédio de seu primo tornara-se insuportável conforme crescia em formas e beleza. Tanto o rapaz insistiu que acabou levando-a para a cama, onde foram flagrados pela velha tia, que em nenhum momento duvidou da palavra do filho que acusava a moça de seduzi-lo dia após dia. De nada valeram os apelos e juras de inocência. Imediatamente foi posta na rua sem um tostão e

apenas com a roupa do corpo.

Agora estava ali perambulando por ruas que não conhecia em uma noite escura e com lágrimas correndo pelo belo rosto. Um homem aproximou-se dela: – O que faz uma moça tão bonita perdida por aqui? E porque chora? Desalentada, começou a falar tudo que havia se passado. Não tinha nada a perder.

Quem sabe aquele rapaz não a ajudaria? Fora o único que mostrara interesse no seu drama.

Após ouvir tudo ele disse: – Venha comigo, tenho um lugar para você ficar! Sem outra opção a jovem o seguiu. Entraram em um casarão escuro em que somente uma pequena luz bruxuleava.

Uma senhora vestida e maquiada com extravagância para àquela hora da noite, atendeu-os prontamente: – Mais uma menina, Jorginho? De maneira brusca, o rapaz agarrou a mulher pelo braço e sussurrou-lhe: – Esta é minha, vou querer somente para mim! – Calma lá garotão! Se você pagar não vejo motivo para que não seja sua.

A partir desse momento Carmem transformou-se em mais uma menina da famosa Madame Eglantine.

A principio deitava-se com Jorge pela gratidão, aos poucos, porém foi tomando-se de amores pelo rapaz, que em pouco tempo enjoou do que tinha com facilidade.

Depois de dois meses de amor incondicional, o rapaz procurou pela Madame e falou: – Já está na hora da garota fazer a vida, não tenho mais como pagar pela sua estadia aqui.

Eglantine sorriu com desdém, pois já sabia que o final seria esse, não era a primeira que passava por isso em sua casa.

Ao ser informada de suas novas atribuições, a moça desesperou-se, chorou uma tarde inteira.

Sem ter como fugir da situação, preparou-se para cumprir o combinado.

Sentada no grande salão mal iluminado Carmem aguardava. Cada vez que uma das meninas subia acompanhada de alguém, ela suspirava de alivio por não ter sido escolhida.

No entanto, quando já achava que estaria livre por aquela noite, Madame aparece com um senhor: – Querida, trate muito bem o Comendador Belizário, ele é prata da casa! Ao olhar o homem, sentiu o estômago revirar, ele podia ser seu avô! Eglantine percebeu e fixou um olhar gélido sobre ela: – Leve-o para seu quarto e faça tudo para agradá-lo.

Com os pés pesados ela subiu as escadas que a levariam para o sacrifício, puxando o comendador pela mão. O velho fungava em sua nuca e ela tentava desviar do contato, ao sentir o hálito mal cheiroso, não resistiu, pediu que ele a soltasse e o empurrou com violência.

Isso somente excitou mais o homem que agora literalmente babava em seu pescoço.

Instintivamente agarrou a haste de bronze do abajur e desferiu com ódio na cabeça de Belizário.

O sangue correu imediatamente manchando seu seio.

Mas o velho não caiu, tomado de ira, apertou o pescoço da jovem até que, com os olhos vidrados, ela deu o último suspiro.

Assustado pelo que fizera e com o sangue escorrendo pelo rosto, o comendador correu para as escadas onde tropeçou e rolou caindo morto no meio do salão de Madame Eglantine.

Durante muitos anos o espírito de Carmem vagou por regiões escuras onde reviu e reviveu carmas e pecados de vidas anteriores.

Amparada por linhas auxiliares começou seu trabalho de evolução espiritual utilizando a roupagem da Pomba-Gira Dama da Noite.

Quem já se consultou com essa grande mulher sabe dos ótimos conselhos que ela sempre distribui entre sorrisos gentis e calorosos.

Laroiê a Dama da Noite! Laroiê as Pomba-Giras!

Resumo escrito por:

LuizCarlosPereira

Algumas Pomba-giras
  • Pombagira Cigana
  • Pombagira Maria Mulambo da Porteira
  • Pombagira Maria Padilha raínha do cabaré
  • Pombagira Maria Padilha
  • Pombagira Maria Padilha das Almas
  • Pombagira Maria Padilha da Encruzilhada
  • Pombagira Maria Padilha do Cruzeiro
  • Pombagira Rainha
  • Pombagira Maria Molambo
  • Pombagira Rosa Caveira
  • Pombagira Rosa da Noite
  • Pombagira das Sete Encruzilhadas
  • Pombagira do Cruzeiro
  • Pombagira da Calunga
  • Pombagira Mirongueira
  • Pombagira Maria Quitéria
  • Pombagira Maria Mulambo da Estrada
  • Pombagira Rainha das Rainhas
  • Pombagira Menina
  • Pombagira Rainha Sete Encruzilhadas
  • Pombagira Rainha do Cemitério
  • Pombagira das Almas
  • Pombagira da Praia
  • Pombagira Dama da Noite
  • Pombagira Sete Calungas
  • Pombagira Maria Mulambo das Sete Catacumbas
  • pompogira Maria Mulambo da sete Encruzilhadas
  • Pompogira Fiqueira do Inferno
  • pompogira Maria Mulambo
  • pompogiro Cacurucaia
  • Pompogira Tata Mulombo


O que é Pomba gira:

Pomba gira é uma entidade espiritual da umbanda, que se manifesta incorporada em um médium. É a mensageira entre o mundo dos orixás e a terra.

A umbanda, uma religião brasileira com origens africanas, foi trazida para o Brasil pelos escravos de origem bantu, é caracterizada por vários rituais. A pomba gira está fundamentada como arquétipo criado a partir da bombogira, originária dos cultos africanos de Angola.

Com o tempo a entidade construiu um arquétipo de mulher liberada, exibicionista, provocante, e livre das convenções sociais e passou a ser chamada de pomba gira. Segundo a umbanda a pomba gira é um espírito da luxúria, sendo que todos os prazeres desse mundo lhes são agradáveis.

Segundo alguns sacerdotes, a pomba gira é um espírito de mulheres que em vida foram prostitutas, ou mulheres ligadas aos prazeres das coisas carnais, e que ao morrer se transformaram em entidades espirituais que voltaram para evoluir ajudando os outros.

A pomba gira é especializada em amor e relacionamentos por ser a orixá do trono do desejo e dos estímulos. É vista como a personificação das forças da natureza, que equivale à força feminina de Exu – orixá guardião do comportamento humano, das casas, das aldeias etc.

As cores predominantes da pomba gira são o vermelho e o preto. É representada com saias rodadas, blusas rendas, colares, flores e muitos enfeites. Suas oferendas preferidas são o champanhe, o vinho, a pinga, o espelho, as bijuterias, batons etc.

Para muitos a pomba gira veio para construir um arquétipo forte, poderoso e subjugado do machismo ostentado por Exu e todos os homens vaidosos de sua força e poder sobre as mulheres.



 LUTAS E CONQUISTAS


A luta nos leva constantemente ao desgaste, desânimo e a perda de interesse as razão de luta. Obviamente quando o resultado nos favorece dando-nos o objeto de desejo, sentimos o gosto da conquista que nos envolve a ponto de perdemos tempo na contemplação, uso e desfrute. Quando assimilamos que as lutas, derrotas e conquistas integram e fazem parte de nossas vidas nos fazendo buscar os caminhos que nos levarão a alcançar os propósitos, e desta forma, manter o equilíbrio e caminhar sem parar, procurando superar os medos, as culpas, a ignorância e o autoritarismo que tanto afloram diariamente. Conquistas somente se conseguem a custa de muita integração e com o intercâmbio mental, psíquico e espiritual, donde sensibilizados por energias positivas que quando interiorizadas se multiplicarão dando a verdadeira condição de realização levando aos nossos necessitados tuas experiências, o teu crescer, tuas lutas e conquistas, e o teu choro calado no íntimo por não ter lutado o suficiente para a verdadeira e maior conquista que é a de conhecer-se e modificar-se em teus procedimentos, viciações e o estacionar para depois crescer buscando sua ascensão com equilíbrio e fé, tendo o alicerce para tua construção, podendo ser um pequeno casebre ou um palacete, dependendo de cada uma sua edificação. Não deixe de continuar tuas lutas em busca de teus sonhos tendo sempre em mente que a razão do teu lutar deverá estar ligado na tua realização, levando a muitos a tua experiência que servirá de espelho aos necessitados. Acredite que embora a situação se apresente difícil e insolúvel, não desanime deixando de lutar e verás que teu esforço não foi em vão, e a essência sobreviverá aos teus dias.

Um abraço fraterno.

Beto de Ogum.   

As Pombas-Giras

centropaijoaodeangola.com/as-pombas-giras.php

Salve as Pombas-giras Pomba Gira são as entidades mais polêmicas que conheci em todos os meus anos de estudo e trabalho. Existe muita controvérsia , as ...

Pomba gira Rosa Caveira

www.centropaijoaodeangola.com/pomba-gira-rosa-caveira.php

ROSA CAVEIRA Pomba gira rosa caveira é uma pomba gira que trabalha com seus parceiros de calunga em busca da evolução dos seres humanos e deles ...

Pomba gira Cigana

centropaijoaodeangola.com/pomba-gira-cigana.php

A Pombagira Cigana é a síntese de todos os espíritos ciganos, entidade de muitas manifestações, trazendo consigo praticamente todo o conhecimento desse ...

Pomba Gira maria mulambo

www.centropaijoaodeangola.com/pomba-gira-maria-mulambo.php

Pomba Gira Maria Mulambo. Sabe-se que é uma entidade que trabalha na linha de Oxum (Todas as pomba giras assim como exus, caboclos, pretos velhos, ...

Pomba-gira Rosa da Noite

www.centropaijoaodeangola.com/pomba-gira-rosa-da-noite.php

Pomba-gira Rosa da Noite A Pombagira Rosa da noite é responsável por proteger as pessoas viciadas em álcool e drogas em geral, do assédio de entidades ...

Exus e Pomba-giras

centropaijoaodeangola.com/exus-e-pombas-giras.php

Pontos de Exu e pomba-gira. Exu é de querer, querer Na hora grande é que eu quero ver Exu é de querer, querer Na hora grande é que eu quero ver Exu é do ...

Como fazer uma Oração á Pomba Gira

www.centropaijoaodeangola.com/como-fazer-uma-oração-á-pomba-gira.php

Como fazer uma Oração á Pomba Gira Entendendo as ORAÇÕES PARA AS POMBAS GIRAS As orações ou Petições às Pombas Giras devem ser revestidas  ...

Linha de Esquerda: Exu e Pomba-Gira

umbandapaijoaodeangola.com.br/linha-de-esquerda-exu-e-´pomba-gira.php

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira" OS EXUS *Débora Caparica Muito se fala a respeito dos Exus, mas pouco se entende. Tendo isto em vista, vamos ...

A Força das Pomba-giras

centropaijoaodeangola.com/a-força-das-pomba-giras.php

A Força das Pomba-giras exú fez uma casa com 7 portas , 7 janelas, exú num precisa de casa é a pomba-gira quem vai morar nela.. Imagine o sol sem a lua, ...

Maria Padilha.

centropaijoaodeangola.com/maria-padilha.php

Ter uma Pomba Gira como amiga, é ter proteção garantida!!!!! O maior segredo para pedir e obter o que pedir para Maria Padilha, está na fé nela e no respeito ...

Prece a Pomba gira

umbandapaijoaodeangola.com.br/prece-a-pomba-gira.php

PRECE A POMBA-GIRA Senhora poderosa da encruzilhada, dama de todos caminhos. Patrona das ruas e da rosa vermelha, moça bonita que sua beleza ...

galeria de videos de pomba gira

umbandapaijoaodeangola.com.br/pontos-cantados-de-pomba-gira-em-videos .php

Pomba Gira são as entidades mais polêmicas que conheci em todos os meus anos de estudo e trabalho. Existe muita controvérsia , as pombas-gira são mal ...

As pombas Giras

umbandapaijoaodeangola.com.br/pomba-gira.php

RAINHA DAS 7 ENCRUZILHADA Pomba gira das 7 encruzilhadas (entidade da Umbanda e também cultivada e cultuado no candomblé) foi uma Rainha no ...

Oração a Pomba gira

umbandapaijoaodeangola.com.br/oração-da-pomba-gira.php

ORAÇÃO À POMBA-GIRA Senhora Pomba-gira, que atua na luz e na lei do nosso Divino Criador; Nós te pedimos para que com vossas forças e irradiações  ...

Maria Padilha

umbandapaijoaodeangola.com.br/maria-padilha.php

ORAÇÃO À POMBA GIRA. Senhora Pomba Gira, que atua na luz e na lei do nosso Divino Criador; Nós te pedimos para que com vossas forças e irradiações  ...

Obá

centropaijoaodeangola.com/obá.php

... exus e das mais discretas pomba-giras, dos mais aguerridos caboclos e caboclas, ... HISTÓRIA DA POMBA GIRA VIUVA NEGRA A Pomba Gira Viúva Negra, ...

Pomba Gira dama da Noite

www.centropaijoaodeangola.com/pomba-gira-dama-da-noite.php

Amparada por linhas auxiliares começou seu trabalho de evolução espiritual utilizando a roupagem da Pomba-Gira Dama da Noite. Quem já se consultou com ...

Ossain

centropaijoaodeangola.com/ossãim.php

Dependendo do tipo de Tiriri dependerá do tipo de Pomba gira que o acompanha nos trabalhos. A parceira de cada exú se evidencia nas zimbas ( pontos ...

Porque os exus riem

umbandapaijoaodeangola.com.br/porque-os-exus-riem.php

Cresci, convivendo na Umbanda e conhecendo de perto Maria Padilha, 7 Saias, Pomba Gira das Almas. Lembro-me que Maria Padilha tinha uma médium que ...

TRONQUEIRA

centropaijoaodeangola.com/tronqueira.php

Aquelas casinhas, conhecidas como tronqueiras, que tem como finalidade o assentamento das forças dos nossos exús e Pombagira. A tronqueira é um recurso ...


Caixa de Pesquisa

Digite na caixa de pesquisa abaixo o que deseja encontrar no Site

Visite nosso Blog, click na imagem abaixo:

copyright© 2009-2017

Site desenvolvido por Centro Pai João de Angola- Todos os direitos Reservados.

Agradecemos sua visita Volte sempre....

Traduzir Esta Página

Endereço

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff  177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone:
(44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:

 via whatsapp ou via E-mail.



Mapa google

"Que Ogum te Abençoe hoje e sempre".

pontos de exu e pomba gira.mp3


Lendas de Iansã com Ogum
O ENCONTRO E O CASAMENTO COM OGUM

Ogum foi um dia caçar na floresta.
Ele ficou na espreita e viu um búfalo vindo em sua direção.
Ogum avaliou logo a distância que os separava
e preparou-se para matar o animal com a sua espada.
Mas viu o búfalo parar e, de repente,
baixar a cabeça e despir-se de sua pele.
Desta pele saiu uma linda mulher.
Era Iansã, vestida com elegância, coberta de belos panos,
um turbante luxuoso amarrado à cabeça
e ornada de colares e braceletes.
Iansã enrolou sua pele e seus chifres,
fez uma trouxa e escondeu num formigueiro.
Partiu, em seguida, num passo leve, em direção ao mercado da cidade,
sem desconfiar que Ogum tinha visto tudo.

Assim que Iansã partiu, Ogum apoderou-se da trouxa,
foi para casa, guardou-a no celeiro de milho
e seguiu, também, para o mercado.
Lá, ele encontrou a bela mulher e cortejou-a.
Iansã era bela, muito bela, era a mais bela mulher do mundo.
Sua beleza era tal que se um homem a visse, logo a desejaria.
Ogum foi subjugado e pediu-a em casamento.
Iansã apenas sorriu e recusou sem apelo.
Ogum insistiu e disse-lhe que a esperaria.
Ele não duvidava de que ela aceitasse sua proposta.
Iansã voltou à floresta e não encontrou seu chifre nem sua pele.
“Ah! Que contrariedade! Que teria se passado? Que fazer?”
Iansã voltou ao mercado, já vazio, e viu Ogum que a esperava.

Ela perguntou-lhe o que ele havia feito daquilo que ela deixara no formigueiro.
Ogum fingiu inocência e declarou que nada tinha a ver,
nem com o formigueiro, nem com o que estava nele.
Iansã não se deixou enganar e disse-lhe:
“Eu sei que você escondeu minha pele e meu chifre.
Eu sei que você se negará a me revelar o esconderijo
Ogum, vou me casar com você e viver em sua casa.
Mas, existem certas regras de conduta para comigo.
Estas regras devem ser respeitadas, também, pelas pessoas da sua casa.
Ninguém poderá me dizer: Você é um animal!
Ninguém poderá utlizar cascas de dendê para fazer fogo.
Ninguém poderá rolar um pilão pelo chão da casa”.

Ogum respondeu que havia compreendido e levou Iansã.
Chegando em casa, Ogum reuniu suas outras mulheres e
explicou-lhes como deveriam comportar-se.
Ficara claro para todos que ninguém deveria discutir com Iansã,
nem insultá-la.

Pierre F. Verger
___________________

Segundo a lenda, Oyá vivia feliz com Ogun, pois os dois tinham muitas coisas em comum, como o gosto pela guerra e o desejo de desbravar novos lugares. Gostavam da companhia um do outro, sentindo-se em harmonia. Com ele, que é conhecedor de todos os caminhos, Oyá aprendeu a andar pela Terra.

Gostava muito de vê-lo trabalhar, em seu oficio de ferreiro, tentando aprender como ele confeccionava suas armas e ferramentas. Oyá pedia insistentemente que lhe fizesse uma arma para guerrear.

Um dia, Ogun a surpreendeu, oferecendo-lhe uma espada curva, que era ideal para seu uso. Isso a agradou muito, tanto que, mais tarde, todo seu exército estava usando esse mesmo tipo de arma.

Mas Ogun não a levava em suas batalhas, deixando-a sozinha e entediada. Sem falar no tempo que gastava em seus afazeres de ferreiro. Oyá adorava a liberdade, mas, ao mesmo tempo, não dispensava uma boa companhia. Começou a sentir-se rejeitada por ele.

Foi nesse momento que Xangô, o grande rei, foi procurar Ogun, pois precisava de armas para seu exército. Ele era muito atraente e cuidadoso com sua aparência. Era impossível não notar sua presença.

Ogun, aceitando o pedido, começou a produzir armas para Xangô, que tinha muita urgência. Ficaria na aldeia o tempo necessário para o término do serviço.

Xangô também notou a presença de Oyá, sentindo uma grande atração por ela. Com seu jeito de ser, aproximou-se dela para trocar conhecimentos a respeito de suas habilidades. Descobriram, nessas conversas, que possuíam muitas afinidades, inclusive que não gostavam de viver isolados, assim como Ogun.


Continue lendo o Texto:

clique aqui


ORIXÁS EXÚ E OGUM
Além da grande afinidade entre as duas figuras míticas (que são irmãos de acordo com as lendas), Ogum é o responsável pelo desbravamento, pelo desmatar e o criar de novos caminhos, pela expansão imperialista do reino, enquanto Exú é o senhor da força (axé) que percorre os caminhos.

Na grande maioria das vezes os (as) Zeladores (as), não dão como Orixá de cabeça o Orixá Exú, geralmente é dada na cabeça dos filhos deste Orixá o Eledá (primeiro santo) de Ogum.
Troca quase sempre aceita, já que Exú e Ogum são irmãos

Continue lendo o texto:

Clique aqui


SEM EXÚ ORIXÁ, NÃO HÁ CULTO POSSÍVEL AOS DEMAIS ORIXÁS
EXÚ NÃO PRECISA DE DEFESA!
Nós é que precisamos de seu amparo e de seu axé.

Todavia, na história das religiões afro-brasileiras neste país, é inegável que nenhuma outra divindade africana obteve, no imaginário popular claramente preconceituoso e ignorante, uma imagem tão deturpada.
A razão disso foi que ele foi excluído do sincretismo religioso que permitiu certa
liberdade de culto na cultura dominante católica. A visão maniqueísta judaico-cristã o identificou com o demônio e tal adulteração continua até os nosso dias.

Nas palavras de Reginaldo Prandi , um dos mais reconhecidos estudiosos das religiões afro-brasileiras

Para que os seres humanos possam viver bem neste mundo, é preciso estar bem com os deuses.

Por isso os homens propiciam os orixás, oferecendo-lhes um pouco de tudo o que produzem e que é essencial à vida.

As oferendas dos homens aos orixás devem ser transportadas até o mundo dos deuses, o Orum.

O orixá Exu tem esse encargo de transportador.

Também é preciso saber se os orixás estão satisfeitos com a atenção a eles dispensada pelos seus descendentes, os seres humanos.

Exu propicia essa comunicação, traz suas mensagens, é o mensageiro.

É fundamental para a sobrevivência dos mortais receber as determinações e os conselhos que os orixás enviam do Aiê.

Exu é o portador das orientações e ordens, é o porta-voz dos deuses e entre os deuses.

Exu faz a ponte entre este mundo e o mundo dos orixás, especialmente nas consultas oraculares.

Como os orixás interferem em tudo o que ocorre neste mundo, incluindo o cotidiano dos viventes e os fenômenos da própria natureza, nada acontece sem o trabalho de intermediário do mensageiro e transportador Exu.

Nada se faz sem ele, nenhuma mudança, nem mesmo uma repetição.

Sua presença está consignada até mesmo no primeiro ato da Criação:

Sem Exu, nada é possível.

O poder de Exu, portanto, é incomensurável.

ORAÇÃO AO ORIXÁ EXÚ

Orixá Exú, vós que sois o Orixá Regente do Vazio, o Orixá Vitalizador, O Orixá Esgotador dos excessos humanos e de suas ilusões vãs, auxilie-nos.

Pedimos ao Senhor e ao Pai Criador Olorum, guiem-nos para que vazio não nos tornemos.

Não nos permitam perder-nos na dualidade dos momentos da vida.

Orixá Exu, não deixe que perturbações espirituais e materiais minem nossa força de vontade e livre arbítrio, nem nossa vontade de viver .

Orixá Exú, Senhor da Dualidade que vemos na matéria, oriente-nos para que não sejamos seduzidos por caminhos que nos levam a paralisação evolutiva e consciêncial das trevas da ignorância em que mergulhamos quando vazios Continue lendo o texto:

Clique aqui

OS FILHOS DE EXÚ
O tipo psicológico do filho de EXU tem as seguintes características:

É robusto, ágil, dinâmico, incansavel, transborda vitalidade.
Ë grande amigo dos prazeres da vida, guloso, estä sempre com fome e bebe bastante.
E por isso que ninguém do CANDOMBLË deve beber nada sem antes jogar no chão da porta da rua, bebida para EXU.
Alegre, brincalhão, gosta de pregar peças, esconder objetos, contarmentiras, ensinar o caminho errado.
Adora chocar, dizer palavroes.
E desordeiro e adora tumultuar festas e reuniões.
Quando lhe convem, pode ser extremamente trabalhador, eficiente, incansável e obstinado – tendo em vista sempre o que com isso irá ganhar.
Mas e totalmente imprevisível, podendo deixar o trabalho em que se empenha apenas por capricho.
Não é, entretanto, Insensível.
É prestativo e não recusa sua ajuda aos amigos.
É chamado sempre para resolver problemas financeiros, brigas, encrencas amorosas, as quais com habilidade e bom humor consegue dar uma solução feliz.

Mas a principal característica dos filhos de EXU e a exarcebação da sexualidade; suas vidas são regidas por intensa atividade sexual, e fidelidade sexual e algo impossível de obter-se dos filhos de EXU.

Embora muitas pessoas tragam em seus oris a energia do Orixá Exú, dificilmente é sabido do médium que ele é filho do Grande Senhor das Encruzilhadas.
Na grande maioria das vezes os (as) Zeladores (as), não dão como Orixá de cabeça o Senhor Exú, geralmente é dada na cabeça dos filhos deste Orixá o Eledá (primeiro santo) de Ogum.
Troca quase sempre aceita, já que Exú e Ogum são “irmãos”.

São pessoas intempestivas, de certa forma nervosas, gostam de festas e brincadeiras.
Assim como seu Orixá, não aceitam certos desrespeitos e quando enfurecidos, partem para uma vingança sem piedade.
São amantes fulgorosos, e carregam em si a responsabilidade de servir as pessoas, nunca se importando em serem pagos por isso.

Seus filhos são sensuais, dominadores e inteligentes.
Gostam da vida cercada de barulho, muitas pessoas e romances de todo tipo. Adoram festas e não se prendem a ninguém,
são muito impulsivos.
Mas se amam alguém, dão sua vida se for preciso, sem pensar em nada. Gostam de ajudar e trabalhar, mas podem se tornar vingativos e extremamente crueis.

CARACTERÍSTICAS DOS FILHOS DE EXU

São muitas as pessoas que têm Exu, como fonte energética principal, mas são poucas as que o sabem.
É comum um certo temor do pai-de-santo em comunicar ao iniciado que é um filho de Exu (englobado na Linha das Almas), após a confirmação do jogo de búzios.
Acontece que os mitos ocidentais e orientais de perigo e desgraça que andam junto de Exu, fazem com que a pessoa que está sob a égide desse Orixá seja considerada uma perseguida da sorte, marcada pelo destino, e são comumente apontados como sofredores, como se ligados ao mal ou ao padecimento.

O arquétipo psicológico associado aos filhos de um Orixá…

Continue lendo o texto:

Clique aqui

Maria Padilha
é uma das principais entidades da umbanda e do candomblé traz consigo o dom do encantamentode amor é muito procurada pelas pessoas que sofre de paixões não Correspondidas .E suas oferendas são compostas geralmente de cigarros champanhe rosas vermelhas perfumes anéis egargantilhas batom pentes espelho farofa feita com azeite de dendê suas obrigações são geralmente arriadasnas encruzilhadas de T aceita como sacrifício galinha vermelha cabra e pata preta.Mulheres que trabalham com esta entidade são geralmente belas bonitas atraentes e sensuais são dominadorase de personalidade muito forte sabem amar como ninguém mas com a mesma facilidade sabem odiar seusparceiros amorosos.Maria Padilha é protetora das prostitutas gosta do luxo e do sexo adora a lua mas odeia o sol suas roupas sãogeralmente vermelhas e pretas igualmente seus colares e sua coroa suas cantigas são muito alegres e cheiasde magia e segredos. E mulher de sete exu rainha dos cabarés e das encruzilhadasPodemos também ver MARIA PADILHA como aquela pessoa alegre que passa pelas ruas recolhendo toda a “sujeira”. Vem com brincadeiras e algazarras, mas faz um trabalho enorme em benefício da sociedade, que se diga de passagem é muito pouco reconhecido, mas ELA o exerce com presteza e determinação.Assim como devemos ter um conceito mais respeitoso do ORIXÁ EXÚ, devemos também dedicar mais respeito ao trabalho de MARIA PADILHA. deixando de encará-la como uma mulher vulgar e da vida, que só vêm “para arranjar casamento” ou o que é pior, para desfazer casamentos…Isto é uma coisa absurda e vulgar… O trabalho de MARIA PADILHA é sério.. É também um trabalho de descarrego, de limpeza, de união entre as pessoas. De abertura dos caminhos da vida, seja do ponto de vista material, mental ou espiritual.MARIA PADILHA é considerada a qualidade feminina de Exu. Na tradição dos candomblés de origem predominantemente Yorubá MARIA PADILHA faz parte do panteão de entidades que trabalham na “esquerda”, isto é, que podem ser invocadas para “trabalhar para o bem ou para o mal”, em contraste com aquelas entidades da “direita”, que só seriam invocadas em nome do “bem”.Temos de entender que no ALTO CANDOMBLÉ não é feita distinção entre o “bem” e o “mal”, no sentido judaico-cristão, e sim na relação do “ORIXÁ” e o “homem”.O culto à Maria Padilha, como entidade dotada de identidade própria, não é o mesmo culto dado a um ORIXÁ, mas é cultuada como um ser do mundo astral, guerreira e inteligente demais, que realiza diversos trabalhos e está sempre pronta a ajudar as pessoas a vencerem vários obstáculos da vida, a conseguir a felicidade no amor, vencer problemas de saúde de desarmonia conjugal e está muito próxima da nossa esfera humana..Seu poder é tão grande que é sempre invocada nas questões sentimentais uma vez que traz consigo os dons do encantamento de amor, sendo assim muito procurada pelas pessoas que sofrem de paixões não correspondidasSuas oferendas são compostas geralmente de cigarros, champagne, rosas vermelhas, perfumes, anéis e gargantilhas de ouro ou dourados, batom, pentes, espelhos, farofa feita com azeite de dendê. Suas obrigações são geralmente arriadas nas encruzilhadas de T.Maria Padilha adora a lua mas odeia o sol e as suas roupas são geralmente
Continue lendo:
Clique aqui.

PONTOS CANTADO
SNas diversas religiões existentes e que já existiram desde a Antiguidade, encontramos o cântico, a louvação como forma de expressão do amor a Deus, e na Umbanda, não poderia ser diferente, onde existem os pontos cantados, que possuem diversas atribuições, como passaremos a explicar.Em primeiro lugar, os pontos cantados são a forma pela qual saudamos os Orixás, Entidades e Guias da Umbanda, o ponto representa uma oração, um pedido que fazemos para que nossos protetores estejam sempre olhando por nós, abençoando-nos e nos livrando dos males.É, também, uma poderosa ferramenta para a concentração necessária dos médiuns e da assistência do ritual, para que seja invocada a falange durante as giras nos terreiros. Com a utilização do atabaque, forma um elo para a chamada dos falangeiros dos Orixás e demais entidades.Os pontos mais tradicionais são cantados há um século, desde os primórdios da Umbanda, trazidos pelas entidades e falanges. Por isso, são freqüentes as utilizações dos elementos que estas entidades utilizam em seus trabalhos, que os fortalecem, como por exemplo, o fogo, a água, a terra, o ar, dependendo da Linha que identifica a entidade: Xangô – a pedreira, ou machado; Oxóssi – a mata, as flechas, as folhas; Iemanjá – o mar, as ondas, e assim por diante.A Umbanda mais tradicional, ou aquela iniciada com o Caboclo das Sete Encruzilhadas, traz os pontos cantados acompanhados pelo som das palmas dos médiuns e assistentes das giras, sendo que com o tempo, os atabaques foram introduzidos na percussão associando o ritmo com os toques das nações de Angola, Ketu, Jejê ou Nagô; mas mesmo que tenha havido essa fusão de ritmos, tal fato não desmerece aquele terreiro que usa o atabaque ou o que segue somente com as palmas o acompanhamento dos pontos cantados. O essencial e importante no culto à Umbanda é verdadeiramente a prática da caridade e a assistência aos consulentes que batem às suas portas atrás de solução e amparo para seus problemas cotidianos e espirituais.O atabaque é um instrumento que possui grande respeito na Umbanda, pois é através do seu toque correto que chamamos os espíritos atuantes na Umbanda, representantes da força dos Orixás e de Zambi. Tem sua origem nos tambores das festas das tribos indígenas e das aldeias africanas, quando se louvavam os deuses e orixás.O som produzido pelos atabaques representam verdadeiros códigos de chamada das entidades e guias, são como um acesso ao plano espiritual, onde chegam, formando um elo energético entre a falange e a gira do terreiro onde se chama por ela, em seus trabalhos.Os atabaques têm importância fundamental para os terreiros de Umbanda, sendo instrumento sagrado, consagrado e firmado pelos Orixás e guias, devendo os Ogãs respeitarem também todo um preceito e fundamento para poderem tocá-los durante as giras de Umbanda, já que ao atabaque corresponde um Orixá, tendo suas obrigações a serem feitas.Os atabaques são de três tipos diferentes: Rum, Rumpi e Lê. O Rum é o atabaque maior, o Rumpi, o segundo atabaque maior, que deve responder ao Rum, e o Lê o terceiro atabaque utilizado pelos ogãs principiantes ou em aprendizado.Os pontos cantados são de fundamental importância para estabelecer o padrão ….
Continue lendo:
Clique aqui


Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Videos de preto-velhos

Descubra o seu Orixá

Livro de Visitas

Livro de Visitas 2

10 erros cometidos por médiuns

A tristeza dos Orixás

Altar na umbanda

Amor palavra de ordem na gira

As falanges de trabalhos na umbanda

Assistência

Atitudes interiores

Bandeira branca de Oxalá

Cantos e palmas num terreiro

Como acontece a gira

Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo

Conduta Moral

Conduta no terreiro de umbanda

Conflitos

Conflitos Familiares

Cores e a umbanda

Cumprimentos e posturas

De olho Fechados

Deus não te Fez para sofrer

Deus salve a Umbanda

O dia de Finados na Umbanda

ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA

Entendendo a inveja

ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Expressões usadas na Umbanda

Exu não é fofoqueiro

Exu não é o diabo

Falta de doutrina e comprometimento

Faz caridade fio

Faz o bem sem ver a quem

Fumos e Bebidas

Fundamentação doutrinátoria

Guias e Colares

Hierarquia na Casa de Umbanda.

Humildade

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira"

Mediunidade na Umbanda

Mediunidade, um passo de cada vez

Mensagem de Caboclo 7 Flexas

MIRONGA DE PRETO VELHO

NÃO ABANDONES O TEU POSTO DE SERVIÇO

Normas dos terreiros

Nossos Umbigos

O maior inimigo da Umbanda

O pequeno universo do umbandista

O Perdão Não tem Contra-indicação

O templo que vos acolhe

OBRIGAÇÕES NA UMBANDA

Obrigado, vovô

Oração do umbandista

Orixá de Cabeça

Os Caboclos na Lição de Pai João

Os médiuns são Parceiros

Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós!

Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orientada

Página inicial textos de Umbanda

Clique aqui.


Deste Site:

Pai João de Angola
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • Orações
  • Oxum
  • As pombas giras
  • Maria Padilha
  • Comida de Santo
  • Cosme e Damião
  • Giras de Umbanda
  • Homenagem a Zé Pilintra
  • Xangô senhor da Justiça
  • Yemanjá
  • banho de descarrego
  • Simpatias Diversas
  • Guias Contas e colares
  • Defumações
  • Batismo na Umbanda
  • Conselhos de Preto velhos
  • Escrava Anastácia
  • Marinheros na Umbanda
  • Pai Benedito
  • Homenagem a Tranca Rua
  • Baiano zé do Coco
  • Obá
  • Descarrego de Polvora
  • Ciganos na Umbanda
  • Sara Kali
  • Oxossi
  • Oxumarê
  • Preto-velho na Umbanda
  • Cabocla Jurema
  • Omulu-Obaluaie
  • Altar Virtual
  • Mãe Maria Conga
  • Boiadeiros na Umbanda
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de exu
  • Altar Virtual dos Orixás
  • batizando-na-umbanda
  • Ossãim
  • O que è Caridade
  • Ogum em video
  • Caboclo boiadeiro
  • Ser Médium
  • Pontos e videos de defumação
  • Caboclos na Umbanda
  • Como acontece a Gira
  • reflexão em Videos
  • Conduta moral
  • Anjo da Quarda
  • Curiosidades
  • Intolerância Religiosa
  • Mediunidade
  • Corrente mediunica
  • Orações 2
  • tronqueira
  • Mensagens em slaides
  • Casamento na Umbanda
  • pontos cantados 2
  • Oxalá
  • Sincretismo religioso
  • Caracteristicas dos filhos
  • Altar dos Preto-velhos
  • Exu
  • Umbanda
  • Quimbanda
  • Orações das almas
  • hierarquia na umbanda
  • Livre se da Depressão
  • Reflexões
  • 7 chaves da Felicidade
  • Mensagens Espiritas
  • Tia maria de Minas
  • Minutos de sabedoria
  • Exus e pombas Giras
  • Mensagens de Otimismo e Fé
  • Convite aos Umbandistas
  • 13 de Maio
  • Combatendo o alcoolismo
  • Recomeçar de Novo
  • Superando as Percas
  • Perdoar a si mesmo
  • Decepções
  • Conceito Básico
  • Zumbi dos Palmares
  • Maria Bueno
  • Mini Série Oxum
  • Reconciliação
  • indiferença
  • desencarnar
  • Pontos Mp3 Orixás
  • O Médico dos médicos
  • Livro de Visitas
  • Corrente de Orações
  • Mensagem de Tranca-Rua
  • Conflitos Familiares
  • Amor e Ódio
  • Exu tiriri
  • Um abraço fraterno
  • Prece Aos Caboclos
  • O que Falta na umbanda
  • Mensagem de Vovó Maria Conga
  • Lições de sabedoria
  • Ajudar faz Bem
  • A umbanda que eu amo
  • Preto-velho x Exu
  • Frustrações
  • Batendo cabeça
  • Aprenda a Dizer Não
  • Insatisfação com a Vida
  • Oferenda de Marinheiro
  • Conselhos aos casais
  • Vovó Benta
  • Pai Cipliano
  • O Uso das velas
  • O luxo na Umbanda
  • Salmos Recomendados
  • Yansã
  • Pontos Riscados
  • Como combater a Inveja
  • Nanã de Buroque
  • Pai Guiné
  • Pai Tomé
  • Pai Antônio
  • Prece aos Orixás
  • Altar de Nossa senhora
  • Altar Virtual de Ogum
  • Altar Virtual de Oxum
  • Livro de Visitas 2
  • Ao mestre com carinho
  • Sabedoria de preto-velho
  • Fofocas no terreiro
  • Histórias de Preto velho
  • Aos médiuns da corrente
  • Orixá logum edê
  • História de Vó Cambinda
  • Pai Serafim de Aruanda
  • Pontos Cantados
  • Página inicial
  • descubra seu orixá
  • Assuntos Diversos
  • Oferendas de Exu
  • Oferendas para os Orixás
  • Pomba Gira Cigana
  • Oferendas a Yansã
  • Exu do lodo
  • EXU TATÁ CAVEIRA
  • Povo da Rua
  • Exu serpente
  • Exu Mangueira
  • Oração a Exu chama dinheiro
  • Exu Veludo
  • Oferenda para os preto-velhos
  • Oferenda de Boiadeiros
  • Oferenda ao Caboclo boiadeiro
  • Oferendas Básicas Umbandistas
  • banhos de abertura de caminho
  • Benzimentos
  • Caixa de Pesquisa do site
  • DICIONARIO DE UMBANDA
  • pai-Jeronimo
  • Religiões linhas sagradas
  • oferenda-de-ogum
  • Oferenda de Iemanjá
  • Ogum beira mar
  • Vovo Antonieta da Bahia
  • BARÁ
  • As águas de oxalá
  • Banhos Ciganos
  • Em sintonia com Deus
  • Lendas de Omulu
  • Lendas de Omulu
  • Caboclo pedra Roxa
  • Mensagem de Caboclos
  • Seu Zé Pilintra
  • Oferendas umbanda
  • Padê de Exu
  • Oração a Marinheiros na umbanda
  • Tudo sobre os filhos de Oxossi
  • Encruzilhadas de Ruas
  • Banhos de ervas
  • Lendas de Oxum
  • Prece a Zé Pilantra
  • Oração a santa Sara Kalli
  • Banho de defesa espiritual
  • Nossa Senhora da Conceição
  • Médium e guia
  • Características dos filhos de Ogum
  • Características dos Filhos de Oxum
  • Características dos filhos de Oxalá
  • Características dos filhos de Yansã
  • Características dos filhos de Omulu
  • Ervas e Orixás
  • Características dos filhos de Obá
  • Características dos filhos de Iemanjá
  • Características dos filhos de Oxumaré
  • Características dos filhos de Ossain
  • Características dos Filhos de Ibejis
  • Pai João de Angola
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • Orações
  • Oxum
  • As pombas giras
  • Maria Padilha
  • Comida de Santo
  • Cosme e Damião
  • Giras de Umbanda
  • Homenagem a Zé Pilintra
  • Xangô senhor da Justiça
  • Yemanjá
  • banho de descarrego
  • Simpatias Diversas
  • Guias Contas e colares
  • Defumações
  • Batismo na Umbanda
  • Conselhos de Preto velhos
  • Escrava Anastácia
  • Marinheros na Umbanda
  • Pai Benedito
  • Homenagem a Tranca Rua
  • Baiano zé do Coco
  • Obá
  • Descarrego de Polvora
  • Ciganos na Umbanda
  • Sara Kali
  • Oxossi
  • Oxumarê
  • Preto-velho na Umbanda
  • Cabocla Jurema
  • Omulu-Obaluaie
  • Altar Virtual
  • Mãe Maria Conga
  • Boiadeiros na Umbanda
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de exu
  • Altar Virtual dos Orixás
  • batizando-na-umbanda
  • Ossãim
  • O que è Caridade
  • Ogum em video
  • Caboclo boiadeiro
  • Ser Médium
  • Pontos e videos de defumação
  • Caboclos na Umbanda
  • Como acontece a Gira
  • reflexão em Videos
  • Conduta moral
  • Anjo da Quarda
  • Curiosidades
  • Intolerância Religiosa
  • Mediunidade
  • Corrente mediunica
  • Orações 2
  • tronqueira
  • Mensagens em slaides
  • Casamento na Umbanda
  • pontos cantados 2
  • Oxalá
  • Sincretismo religioso
  • Caracteristicas dos filhos
  • Altar dos Preto-velhos
  • Exu
  • Umbanda
  • Quimbanda
  • Orações das almas
  • hierarquia na umbanda
  • Livre se da Depressão
  • Reflexões
  • 7 chaves da Felicidade
  • Mensagens Espiritas
  • Tia maria de Minas
  • Minutos de sabedoria
  • Exus e pombas Giras
  • Mensagens de Otimismo e Fé
  • Convite aos Umbandistas
  • 13 de Maio
  • Combatendo o alcoolismo
  • Recomeçar de Novo
  • Superando as Percas
  • Perdoar a si mesmo
  • Decepções
  • Conceito Básico
  • Zumbi dos Palmares
  • Maria Bueno
  • Mini Série Oxum
  • Reconciliação
  • indiferença
  • desencarnar
  • Pontos Mp3 Orixás
  • O Médico dos médicos
  • Livro de Visitas
  • Corrente de Orações
  • Mensagem de Tranca-Rua
  • Conflitos Familiares
  • Amor e Ódio
  • Exu tiriri
  • Um abraço fraterno
  • Prece Aos Caboclos
  • O que Falta na umbanda
  • Mensagem de Vovó Maria Conga
  • Lições de sabedoria
  • Ajudar faz Bem
  • A umbanda que eu amo
  • Preto-velho x Exu
  • Frustrações
  • Batendo cabeça
  • Aprenda a Dizer Não
  • Insatisfação com a Vida
  • Oferenda de Marinheiro
  • Conselhos aos casais
  • Vovó Benta
  • Pai Cipliano
  • O Uso das velas
  • O luxo na Umbanda
  • Salmos Recomendados
  • Yansã
  • Pontos Riscados
  • Como combater a Inveja
  • Nanã de Buroque
  • Pai Guiné
  • Pai Tomé
  • Pai Antônio
  • Prece aos Orixás
  • Altar de Nossa senhora
  • Altar Virtual de Ogum
  • Altar Virtual de Oxum
  • Livro de Visitas 2
  • Ao mestre com carinho
  • Sabedoria de preto-velho
  • Fofocas no terreiro
  • Histórias de Preto velho
  • Aos médiuns da corrente
  • Orixá logum edê
  • História de Vó Cambinda
  • Pai Serafim de Aruanda
  • Pontos Cantados
  • Página inicial
  • descubra seu orixá
  • Assuntos Diversos
  • Oferendas de Exu
  • Oferendas para os Orixás
  • Pomba Gira Cigana
  • Oferendas a Yansã
  • Exu do lodo
  • EXU TATÁ CAVEIRA
  • Povo da Rua
  • Exu serpente
  • Exu Mangueira
  • Oração a Exu chama dinheiro
  • Exu Veludo
  • Oferenda para os preto-velhos
  • Oferenda de Boiadeiros
  • Oferenda ao Caboclo boiadeiro
  • Oferendas Básicas Umbandistas
  • banhos de abertura de caminho
  • Benzimentos
  • Caixa de Pesquisa do site
  • DICIONARIO DE UMBANDA
  • pai-Jeronimo
  • Religiões linhas sagradas
  • oferenda-de-ogum
  • Oferenda de Iemanjá
  • Ogum beira mar
  • Vovo Antonieta da Bahia
  • BARÁ
  • As águas de oxalá
  • Banhos Ciganos
  • Em sintonia com Deus
  • Lendas de Omulu
  • Lendas de Omulu
  • Caboclo pedra Roxa
  • Mensagem de Caboclos
  • Seu Zé Pilintra
  • Oferendas umbanda
  • Padê de Exu
  • Oração a Marinheiros na umbanda
  • Tudo sobre os filhos de Oxossi
  • Encruzilhadas de Ruas
  • Banhos de ervas
  • Lendas de Oxum
  • Prece a Zé Pilantra
  • Oração a santa Sara Kalli
  • Banho de defesa espiritual
  • Nossa Senhora da Conceição
  • Médium e guia
  • Características dos filhos de Ogum
  • Características dos Filhos de Oxum
  • Características dos filhos de Oxalá
  • Características dos filhos de Yansã
  • Características dos filhos de Omulu
  • Ervas e Orixás
  • Características dos filhos de Obá
  • Características dos filhos de Iemanjá
  • Características dos filhos de Oxumaré
  • Características dos filhos de Ossain
  • Características dos Filhos de Ibejis